Histórico e contextualização do programa

                O
programa de Mestrado Profissional em Neurologia e Neurociências Clínicas
(MPNNC) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (FMRP-USP) foi
proposto e apresentado em 2013, no esteio da iniciativa da CAPES de estimular a
formação de mestres profissionais habilitados para desenvolver atividades e
trabalhos técnico-científicos em temas de interesse público na área de saúde
(Portaria Normativa N0 17 de 28/12/2009 e Edital N0 02 DAV/CAPES-2009-Mestrado
Profissional Associado a Programas de Residência em Saúde).

                A
elaboração do programa do MPNNC se alicerçou num extenso histórico de formação
de recursos humanos qualificados da nossa instituição e na existência de uma
elevada demanda de formação profissional específica da nossa sociedade.

                O
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP
(HCFMRP-USP) é uma referência nacional na formação e capacitação de
profissionais de saúde em nível de pós-graduação lato sensu (Residência Médica)
e pós-graduação strictu sensu. O Departamento de Neurociências e Ciências do
Comportamento da FMRP-USP é responsável pela coordenação das Residências
Médicas em Neurologia e Neuropediatria do HCFMRP-USP, que são uma das maiores e
mais importantes do País nas especialidades. o Departamento é o principal responsável
pelo Curso de Pós-Graduação strictu sensu em Neurologia e Neurociências da
FMRP-USP, que é classificado nas últimas 5 avaliações como nível 7 pela CAPES.
Foi diante desse cenário de atestada capacidade para a formação de recursos
humanos altamente qualificados e da existência de uma demanda natural pela
formação profissionalizante que surgiu o MPNNC.

                A
Residência Médica em Neurologia do HCFMRP-USP, vinculada ao Departamento de
Neurociências e Ciências do Comportamento da FMRP-USP, teve início em fevereiro
de 1961. Tem como objetivo a formação de médicos especialistas em Neurologia,
preparando-os para a inserção imediata na prática clínica, com sólida formação
nas várias áreas de atuação da especialidade, tanto nos aspectos técnicos como
éticos. Os residentes são diretamente supervisionados por docentes e por
médicos assistentes da Disciplina de Neurologia do Departamento de
Neurociências e Ciências do Comportamento da FMRP-USP. O Programa de Residência
Médica em Neurologia é credenciado pela Comissão Nacional de Residência Medica
e pela Academia Brasileira de Neurologia e consiste em 3 anos na especialidade
de Neurologia e um 4o ano, opcional, na área de atuação em Neurofisiologia
Clínica. O total de vagas credenciadas de Residência Médica em Neurologia é de
56 (14 para R1, 14 para R2, 14 para R3 e 14 para R4), este número de profissionais faz do Programa
de Residência Médica do HCFMRP
um dose maiores do país. Nos últimos anos, a Fundação do Desenvolvimento
Administrativo do estado de São Paulo (FUNDAP) e o Ministério da Saúde vem
concedendo bolsas para os três primeiros anos, que correspondem aos três anos
de Especialização, sendo concedidas bolsas ainda para a área de atuação em
Neurofisiologia Clínica (R4). Por sua vez, o Programa de Residência em área de
atuação em Neurologia Pediátrica consiste em 2 anos e conta com 3 vagas para
cada ano. uma para o 3o ano (R3) e outra para o 4o (R4). Estes podem ser
egressos tanto do Programa de Neurologia como de Pediatria. Ambos os programas
de Residência em Neurologia e Neuropediatria são abertos a médicos de todo o
país, selecionados através de concurso público.

                Apesar
do êxito comprovado dos programas de residência médica na formação de
especialistas em Neurologia e Neuropediatria, a formação adicional específica
em algumas sub-especialidades dessas áreas (como doenças cerebrovasculares,
demências, doenças extra-piramidais, etc.) que é cada vez mais essencial para a
liderança assistencial de unidades especializadas (unidades de AVC,
ambulatórios especializados, serviços de toxina bolulínica, etc.) não são
historicamente contempladas pelos programas de residência médica. De fato, a
motivação principal para a criação deste programa de mestrado profissional foi
a procura frequente de médicos neurologistas pela formação especializada
adicional em áreas específicas de atuação (subespecialidades) para atender a
demanda dos serviços públicos e privados de saúde.
Adicionalmente, um programa de
especialização clínica isolado ou residência não contempla formação acadêmica
mais ampla em pesquisa e metodologia científica, atributos cada vez mais
essenciais para quem quer ter um papel mais ativo na produção de conhecimento e
na liderança de serviços especializados em Neurologia.
Portanto, a formação de lideranças nessas subespecialidades
requer uma formação adicional que certamente ainda não é devidamente
contemplada em programas de residência médica em neurologia e neurologia
infantil.
Nestes sentido, um
programa de mestrado profissional é uma excelente solução para prover a
formação profissional na sub-especialidades estratégicas da Neurologia, aliada
a uma sólida formação acadêmica em pesquisa clínica aplicada.

Portanto, entre alguns motivos que estimularam a criação
do MPNNC:

1.            O
reconhecimento da importância das subespecialidades como áreas de atuação
médica na Neurologia.

2.            A
constatação de que várias doenças que são foco de atuação dessas
subespecialidades são reconhecidamente problemas graves de saúde pública no
país, como é o caso das doenças neurodegenerativas (demências) e
neurovasculares (AVC), por exemplo.

3.            A
carência de políticas públicas de estímulo à formação desses profissionais
subespecializados nos Programas de Residência Médica do país. Formação
específica em algumas subespecialidades da Neurologia altamente prevalentes
como doenças neurovasculares, demências não são contempladas por programas de
residência médica.

5.            A
elevada demanda local pela formação médica em sub-especialidades neurológicas,
que não dispõe de um curso formal específico reconhecido para esse fim.

                Historicamente,
o programa de Pós-graduação em Neurologia teve início em 15 de junho de 1971.
Foi credenciado pelo Conselho Federal de Educação em 1975 e recredenciado no
ano de 1985. Nos seus mais de 40 anos de existência titulou mais de 200
(duzentos) mestres e mais de 120 (cento e vinte) doutores que hoje atuam
principalmente em Universidades Públicas do país. O Programa era, inicialmente,
destinado a médicos neurologistas mas, a partir de 2001, passou a abranger duas
áreas de concentração: 1) Neurologia, para médicos neurologistas (que tenham
já, no mínimo, 2 anos de residência médica em Neurologia); 2) Neurociências,
para médicos não especializados em Neurologia e profissionais não médicos de
áreas biológicas, ou cujo interesse investigativo envolva as neurociências. Em
ambas as áreas, o Programa é desenvolvido nos níveis de Mestrado e Doutorado.
Este programa foi avaliado com a nota 7 pela CAPES nas cinco últimas avaliações
trienais. Por outro lado, o HCFMRP-USP possui uma vocação e longa tradição para
a formação de recursos humanos altamente qualificados em nível pós-graduado
(senso lato e estrito) e para a difusão do conhecimento técnico-científico e de
pesquisa.

                O
grande desenvolvimento de técnicas e métodos diagnósticos e terapêuticos nas
últimas décadas tem demandado uma formação mais qualificada de neurologistas,
que não podem mais, apenas com a formação de especialistas em neurologia, atuar
de forma competente nos campos das áreas de atuação em neurologia. A despeito
da elevada prevalência e impacto sócio-econômico de algumas condições como AVC,
demência e outras doenças neurodegenerativas, o Pais é muito carente de
profissionais especializados nessas áreas de atuação, que atualmente não são
contempladas pelos programas de residência médica no Brasil. A grande procura
de profissionais de saúde de várias regiões do País em busca de elevada
qualificação profissional com característica multidisciplinar nessas sub-áreas
da  Neurologia reflete essa demanda da
sociedade brasileira.

Desta forma, a proposta visou criar no HCFMRP-USP um
centro de educação continuada para capacitação de profissionais e recursos
humanos na área de neurologia com responsabilidade social na difusão do
conhecimento em interação com a comunidade. Esta iniciativa veio reforçar o
compromisso da Universidade de São Paulo com a comunidade na formalização de
experiências de formação, treinamento e especialização de profissionais na área
de Neurologia. Esta proposta foi pioneira na área de neurologia no país dentre
os programas da área de Medicina II. A demanda a ser atendida compreende
neurologistas e neuropediatras em formação em programas credenciados pela CNRM
nos vários estados do Brasil. Todos esses fatores servem para justificar a
importância da criação de um curso formal de pós-graduação como o MPNNC. Esse
curso permite atender à demanda de qualificação profissional necessária aos
serviços de saúde, ao mesmo tempo, que permite a formação de profissionais
médicos com capacidade para agir de maneira crítica e inovadora na sua área de
atuação.

O MPNNC foi organizado desde o seu início em 2 grandes
áreas de concentração:

1.            Neurologia
do Desenvolvimento e Neurofisiologia Clínica,

2.            Doenças
Crônico-Degeneratias e Imuno-Mediadas do Sistema Nervoso.

 

A formação profissional especializada se distribui entre
as diferentes áreas, que são constituídas por atividades de formação em áreas
especializadas de atuação profissional e atividades de formação acadêmica
básica geral e dirigida à subespecialidade em questão. As linhas de pesquisa
são:

1.            Neurologia
vascular,

2.            Distúrbios
do movimento e neurologia comportamental,

3.            Neurologia
infantil,

4.            Doenças
neuromusculares e neuroimunologia,

5.            Video/EEG-Eletrofisiologia
invasiva,

6.            Eletroneuromiografia.

 

Até 2019, 42 alunos já defenderam seu mestrado
profissional no programa
(ANEXO 8):

2015 – 1 defesa

2016 – 13 defesas

2017 – 10 defesas

2018 – 6 defesas

2019 – 12 defesas

2020 – 7 defesas

2021 – 1 defesa até o momento

 

Conforme ilustraremos nas sessões seguintes, a grande
maioria dos egressos do programa tem assumido função de destaque na pratica
assistencial de sua sub-especialidade, muitos deles exercendo posição de
liderança  e coordenação de serviços nas
suas sub-especialidade no País.

 

Prof. Carolina Araújo Rodrigues Funayama, neurologista
infantil e professora sênior do Departamento de Neurociências e Ciências do
Comportamento ja aposentada desde 2013, oriento seu ultimo aluno do programa
até sua defesa em 2017 e solicitou seu descredenciamento do programa.

 

Infelizmente o Prof. Amilton Antunes Barreira que foi o
primeiro coordenador do nosso programa e teve papel importante na consolidação
do mestrado profissional em neurologia na USP, veio a falecer no final de 2018.
Seus orientandos concluíram suas defesas em 2019, sob a orientação da Profa.
Vanessa  Daccach Marques, neurologista e
professora substituta contratada pela FMRP, que ingressou no programa e que
também trabalha com linhas de pesquisa na área de neuroimunologia.

 

Adicionalmente, o Prof. Marcelo Riberto, da área da
fisiatria, precisou solicitar seu descredenciamento do programa a partir de
2019 para assumir funções administrativas na Direção do Centro de Reabilitação
Lucy Montoro de Ribeirão Preto.
 

Em 2021, 3 novos orientadores foram recentemente
admitidos no programa: Profa. Millene Rodrigues Camilo (orientador permanente)
atualmente pós-doutoranda do nosso
departamento e docente do programa PART da USP, que veio fortalecer a linha de
pesquisa de Neurologia Vascular;

Profa. Patrícia Aparecida Zuanetti (orientador específico)
fonoaudióloga, com que veio
fortalecer principalmente a linha de pesquisa de neurologia infantil com seu
expertise em distúrbios do desenvolvimento da linguagem; e
Prof. Marcelo Volpon Santos (orientador
específico)
, neurocirurgião
infantil, envolvido diretamente nas cirurgias bem sucedidas de separação das
gêmeas siamesas cearenses
, que trouxeram visibilidade internacional ao
HCFMRP-USP, veio também fortalecer a linha de pesquisa em Neurologia Infantil.

Finalmente, conforme discutido a seguir neste
relatório, a pandemia de COVID-19 trouxe novos desafios ao programa, sobretudo
na migração das disciplinas teóricas para plataformas online de ensino à
distância e adoção de medidas de distanciamento social e uso de equipamentos de
proteção individual obrigatório em atividades práticas. Medidas para remarcação
de consultas ambulatoriais de pacientes estáveis foram tomadas assim como a
implementação da telemedicina para consultas ambulatoriais de pacientes
neurológicos são medidas que foram tomadas pela administração do HCFMRP-USP.
Desta forma, os docentes e alunos do programa de MPNNC estão se adaptando para
garantir a qualidade da formação profissional pelo programa e minimizar os
impactos da pandemia. 

Segue  abaixo a
lista defesas de dissertações realizadas no quadriênio:

 

2020

 

1. Título: “Avaliação de pacientes
submetidos à trombectomia mecânica com janela estendida para o
tratamento de acidente vascular cerebral isquêmico por oclusão arterial
proximal de circulação anterior em um hospital público brasileiro”

Aluno: Mayara Thays Beckhauser

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
04/11/2020

2. Título: “O eletrodo de forame oval
pode identificar a zona epileptogênica na epilepsia do lobo temporal
mesial quando o EEG de superfície é inconclusivo?”

Aluno: Izabela Dayany França Feitosa

Orientador: Tonicarlo Rodrigues Velasco

Data
da Defesa: 
19/10/2020

3. Título: “Avaliação de qualidade de
vida e sobrecarga do cuidador em crianças e adolescentes submetidos à
cirurgia para tratamento da epilepsia farmacorresistente”

Aluno: Suenia Timotheo Figueiredo Leal

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
25/08/2020

4. Título: “Dispersão temporal na
análise eletrofisiológica dos pacientes com Doença de
Charcot-Marie-Tooth ligada ao X”

Aluno: Rodrigo Assad Diniz da Gama

Orientador: Wilson Marques Júnior

Data
da Defesa: 
11/05/2020

5. Título: “Caracterização
clínico-radiológica da apatia pós-acidente vascular cerebral”

Aluno: Rodrigo de Souza Castro

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
06/05/2020

6. Título: “O impacto de uma unidade
de acidente vascular cerebral em um hospital universitário
brasileiro”

Aluno: Luisa Franciscatto

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
11/02/2020

7. Título: “Preditores de desfecho em
pacientes com infarto maligno do território da artéria cerebral média
submetidos à craniectomia descompressiva”

Aluno: Luiz Fernando Rodrigues de Oliveira

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
11/02/2020

 

 

 

2019

 

1. Título: “Caracterização do
diagnóstico e tratamento do transtorno de déficit de atenção e
hiperatividade (TDAH) realizada por uma amostra de neurologistas
infantis brasileiros”

Aluno: Marina Estima Neiva Nunes

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
06/12/2019

2. Título: “Doença de Parkinson
prodrômica em pacientes com Tremor Essencial de início tardio e precoce
em um ambulatório especializado”

Aluno: Winnie Perissini Blasque

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
05/12/2019

3. Título: “Avaliação da qualidade de
vida de pacientes com tremor essencial e tremor essencial plus
atendidos no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto”

Aluno: Marília Pereira Graner

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
14/11/2019

4. Título: “Caracterização clínica da
mialgia, fadiga e cãibra nos pacientes com intolerância ao exercício e
deleções múltiplas do DNA mitocondrial”

Aluno: Lucas Ravagnani Silva

Orientador: Claudia Ferreira da Rosa Sobreira

Data
da Defesa: 
04/11/2019

5. Título: “Prevalência das
‘síndromes de tremor’ em um ambulatório especializado”

Aluno: Nayara dos Santos Reimer

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
17/10/2019

6. Título: “Prevalência de
transtornos psiquiátricos e alcoolismo em uma amostra de pacientes com
tremor essencial”

Aluno: Drielle Nogueira Sales

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
10/10/2019

7. Título: “Operacionalização e
resultados da aplicação do Core set resumido de 6 a 14 anos da
Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde
para crianças e jovens com paralisia cerebral”

Aluno: André Luiz da Silva Manganelli

Orientador: Marcelo Riberto

Data
da Defesa: 
24/07/2019

8. Título: “Distribuição da fraqueza
na Distrofia Muscular de Cinturas 2B com ênfase nos membros
superiores”

Aluno: Emília Caram Bordini

Orientador: Claudia Ferreira da Rosa Sobreira

Data
da Defesa: 
25/04/2019

9. Título: “Avaliação neurológica de
recém-nascidos com microcefalia secundária à infecção congênita pelo
vírus Zika”

Aluno: Marili André Coelho

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
22/03/2019

10. Título: “Alterações na
sensibilidade superficial no eixo corporal nas polineuropatias
desmielinizantes adquiridas”

Aluno: João Paulo Elias Alves

Orientador: Amilton Antunes Barreira

Data
da Defesa: 
15/03/2019

11. Título: “Tradução, adaptação
transcultural e validação da escala global de avaliação das
incapacidades na neuropatia motora multifocal”

Aluno: Paulo Sérgio Rosa Moreira

Orientador: Amilton Antunes Barreira

Data
da Defesa: 
15/03/2019

12. Título: “Capacidade de
reconhecimento facial de emoções em pacientes com espasmo
hemifacial”

Aluno: José Guilherme Schwam Junior

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
01/03/2019

2018

 

1. Título: “Situações de ansiedade
aumentam a frequência e a gravidade do espasmo hemifacial?”

Aluno: Herculano Roberto Ricordi Barbosa

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
08/11/2018

2. Título: “Aspectos clínicos,
demográficos e neurocomportamentais em pacientes com espasmo
hemifacial”

Aluno: João Alves Cardoso Júnior

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
06/09/2018

3. Título: “Associação entre
hemimegalencefalia e esclerose tuberosa em pacientes com
epilepsia”

Aluno: Larissa Cristina de Queiroga Mendonça Coutinho

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
20/06/2018

4. Título: “Manejo de fármacos
antiepilépticos após hemisferotomia: implicações em recorrência de
crises, aspectos práticos, neuropsicológicos e do desenvolvimento”

Aluno: Larissa Aparecida Batista

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
29/05/2018

5. Título: “Análise do fluxo
sanguíneo colateral em pacientes com AVC isquêmico por oclusão proximal
da artéria cerebral média”

Aluno: Daniel Escobar Bueno Peixoto

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
09/05/2018

6. Título: “Associação entre
características tomográficas do osso temporal e a qualidade da janela
transtemporal com o ultrassom transcraniano colorido em pacientes com
AVC e AIT: estudo observacional analítico”

Aluno: Rodrigo Tavares Brisson

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
09/05/2018

2017

 

1. Título: “Fatores preditivos de
quedas em pacientes com acidente vascular cerebral”

Aluno: Luiz Henrique Soares Santos Stefano

Orientador: Taiza Elaine Grespan dos Santos

Data
da Defesa: 
23/11/2017

2. Título: “Mortalidade dos pacientes
do espectro de neuromielite óptica”

Aluno: Alexandre Marreco de Oliveira

Orientador: Amilton Antunes Barreira

Data
da Defesa: 
12/09/2017

3. Título: “Epilepsia reflexa
evacuatória: revisão de literatura e descrição de caso clínico com
registro de crise ao vídeo-eletroencefalograma”

Aluno: Renata Pina Rocha

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
14/06/2017

4. Título: “Triagem e diagnóstico de
dificuldades de aprendizagem – Aplicação e desfecho de avaliações
interdisciplinares de uma série de casos”

Aluno: Larissa Solange Moreira Paterlini

Orientador: Ana Paula Andrade Hamad

Data
da Defesa: 
12/06/2017

5. Título: “Assimetrias no exame
neurológico de crianças com síndrome de Guillain-Barré”

Aluno: Pedro Henrique Marte de Arruda Sampaio

Orientador: Amilton Antunes Barreira

Data
da Defesa: 
12/06/2017

6. Título: “Doença de
Charcot-Marie-Tooth ligado ao X em crianças: série de casos tipo 1 de
pacientes do HC-FMRP”

Aluno: Mariana Neiva Cruz

Orientador: Carolina Araujo Rodrigues Funayama

Data
da Defesa: 
30/05/2017

7. Título: “Avaliação de processos
motores e cognitivos em pacientes com cãibra do escrivão”

Aluno: Ana Luiza Nunes Cunha

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
29/05/2017

8. Título: “Caracterização da dor em
pacientes com distrofia facioescapuloumeral”

Aluno: Camila de Aquino Cruz

Orientador: Claudia Ferreira da Rosa Sobreira

Data
da Defesa: 
29/05/2017

9. Título: “Operacionalização e
resultados da aplicação do core set resumido de 0 a 18
anos da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e
Saúde para crianças e jovens com paralisia cerebral”

Aluno: Rafaela Pichini de Oliveira

Orientador: Marcelo Riberto

Data
da Defesa: 
11/04/2017

10. Título: “Avaliação da prevalência
de sintomas não motores em pacientes com distonias focais e segmentares
idiopáticas”

Aluno: Nathália Novaretti

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
07/03/2017

 

2. Título: “Pesquisa da mutação C9ORF72
e de suas características clínicas nos pacientes portadores de
esclerose lateral amiotrófica, demência frontotemporal e parkinsonismo
atípico”

Aluno: Daniel Sabino de Oliveira

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
17/10/2016

3. Título: “Qualidade da janela
transtemporal definida pelo ultrassom transcraniano colorido”

Aluno: Renata da Silva Almeida Santos

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
17/10/2016

4. Título: “Aspectos
clínico-neurológicos da neuropatia motora multifocal”

Aluno: Paula Marques Lourenço

Orientador: Amilton Antunes Barreira

Data
da Defesa: 
11/07/2016

5. Título: “Caracterização clínica,
laboratorial e de neuroimagem de pacientes com doença mitocondrial
associada à mutação m.3243A>G”

Aluno: Margleice Marinho Vieira Rocha

Orientador: Claudia Ferreira da Rosa Sobreira

Data
da Defesa: 
01/07/2016

6. Título: “Aspectos da assistência
ambulatorial na área de neurologia infantil na rede regional de atenção
à saúde 13 (Araraquara – Barretos – Franca – Ribeirão Preto)”

Aluno: Nelson Macedo Liporaci

Orientador: Carolina Araujo Rodrigues Funayama

Data
da Defesa: 
28/06/2016

7. Título: “Análise genética em uma
amostra de pacientes brasileiros portadores de doença de Parkinson:
estudo de mutações no gene LRRK2″

Aluno: Raquel Silveira Jesuino e Silva

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
28/06/2016

8. Título: “Genótipos da
Apolipoproteína E em pacientes brasileiros com doença de Parkinson e
sua correlação com desempenho cognitivo avaliado pelo MoCA”

Aluno: Manuelina Mariana Capellari Macruz Brito

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
14/06/2016

9. Título: “Proposta para o registro
de acidente vascular encefálico em crianças”

Aluno: Reinaldo Regis Silva

Orientador: Carolina Araujo Rodrigues Funayama

Data
da Defesa: 
10/06/2016

10. Título: “Avaliação clínica de
pacientes com distonia idiopática”

Aluno: Torben Cavalcante Bezerra

Orientador: Vitor Tumas

Data
da Defesa: 
03/05/2016

11. Título: “Avaliação da frequência e
gravidade da estenose intracraniana nos pacientes com AVCI e AIT
através da ultrassonografia transcraniana colorida e angiotomografia de
crânio”

Aluno: Letícia Januzi de Almeida Rocha

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
03/02/2016

12. Título: “Preditores de oclusão
arterial proximal em pacientes com acidente vascular cerebral de
circulação anterior, baseados na avaliação clínica e na tomografia de
crânio não-contrastada”

Aluno: Rui Kleber do Vale Martins Filho

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
02/02/2016

13. Título: “Acurácia da
ultrassonografia transcraniana colorida no diagnóstico de forame oval
patente”

Aluno: Milena Carvalho Libardi

Orientador: Octávio Marques Pontes Neto

Data
da Defesa: 
26/01/2016